04/03/2016 - Afocefe mobilizado pelo combate ao contrabando

No Dia Nacional de Combate ao Contrabando, o Afocefe, juntamente com entidades que integram a Comissão de Combate à Informalidade da Fecomércio, esteve reunido com o procurador Geral de Justiça, Marcelo Dornelles, na sede do Ministério Público Estadual.

As entidades reforçaram a necessidade de ações efetivas para coibir o contrabando, que gera desemprego, aumenta o crime, fomenta o tráfico de drogas e armamentos.

O coordenador da Comissão e vice-presidente da Fecomércio, André Roncatto, disse que o governo foi alertado para a resolução do problema do contrabando por meio de um trabalho mais consistente no campo da repressão de fronteiras e, principalmente, no tratamento das diferenças tributárias envolvendo Brasil e Paraguai. No entanto, o contrabando cresceu 15% chegando a perdas de R$ 115 bilhões em 2015.

Atualmente, o contrabando movimenta em torno de R$ 6 bilhões por ano, segundo avaliação do Instituto de Desenvolvimento Econômico e Social de Fronteiras (Idesf). O prejuízo gerado, entre perdas do mercado formal e a não tributação, chega a R$ 6,4 bilhões. Com o contrabando, todos têm prejuízos: o governo deixa de arrecadar, as indústrias sofrem a concorrência desleal e os consumidores são expostos a produtos sem qualquer controle de qualidade.

O Afocefe esteve representado pelo vice-presidente, Gilberto da Silva e pela diretora Márcia Alves Anschau.

Veja Também

C

Chapa Fiscaliza com Experiência vence as eleições para o Conselho Fiscal do Afocefe Sindicato
09/09/2019

E

Eleições Sindicais: Afocefe tem primeira eleição eletrônica
06/09/2019

E

ELEIÇÕES AFOCEFE - INSTRUÇÕES PARA VOTAÇÃO ONLINE
03/09/2019